Tonterías, Baloney, Bêtise, Albernheit…

Esse foi o menu do jantar do dia dos namorados. Como rolou uma pré comemoração na quinta, acabou que decidi de última hora e não consegui achar nem uma receita que me agradasse nem os ingredientes completos das receitas que encontrei. Resolvi fazer uma alquimia culinária no feeling com o que tinha em casa. Vamos à experiência inédita e mega elogiada ❤
image Ingredientes:

400 g de camarão (acabei comprando um pacote daqueles descascados e cozidos, achei que estivessem limpos, não estavam, ainda tive de limpar um por um :/ )
2 xícaras ou 1 caneca daquelas grandes de arroz arbório
1 cebola grande
1 tomate grande
1 pimentão pequeno
1 colher de sobremesa de alho (daqueles potinhos de alho triturado, só alho, sem sal e sem cebola)
1 pote de requeijão cremoso
200 ml de vinho branco seco
100 g de manteiga
100 g de queijo parmesão (atualmente tenho optado pelo fresco ralado na hora, mas pode ser o de pacotinho também)
Sal e pimenta do reino a gosto
1 noz moscada ralada na hora (não achei ficou sem, mas teria utilizado)
1 limão
4 colheres de molho de tomate
20 pimentas biquinhos (ou a gosto, não contei na verdade 😛 )
1 caldo de legumes (pode ser de camarão ou feito com o próprio camarão, caso use camarões frescos, para fazer o caldo, basta pegar as cascas e cabeças e deixar cozinhando com um litro de água)

Modo de Preparo:

Antes de começar o risoto, tempere os camarões já limpos com o limão e pimenta do reino a gosto. Não adicione sal para não deixar o camarão borrachudo.
Coloque numa panela a manteiga, depois que tiver derretido acrescente o alho e a cebola. Eu utilizo o mini processador e com isso a cebola fica tipo uma pastinha, muito prático, sem chororo.
Depois de ter dourado os primeiros ingredientes, acrescente o arroz, refogue (mexa para incorporar o alho e a cebola). A partir de agora, como dito na receita anterior, deve-se mexer o tempo todo. Junte o vinho e espere o álcool evaporar.
Enquanto o álcool evapora, aqueça um pouco de azeite em uma frigideira, acrescente os camarões (com o caldo do limão e tudo). Deve-se cozinhar os camarões até ficarem rosado, contorcidinhos, não precisa cozinhar muito porque senão fica borrachudo e ainda passará um tempo no risoto.
Depois do álcool evaporado, acrescente parte do caldo, continue mexendo, quando tiver reduzido a quantidade de líquido, acrescente mais um pouco do caldo. Repita o processo até terminar o caldo ou até que o arroz esteja no ponto.
Resolvi acrescentar o tomate e o pimentão quando coloquei a parte final do caldo na intenção de deixá-los um pouco mais inteiros.
Continue mexendo, quando o caldo tiver reduzido bastante (não pode deixar secar totalmente), acrescente o molho de tomate e o requeijão, incorpore bem, coloque os camarões (com o caldo e tudo), verifique o sal, acrescente mais se necessário, e pimenta também (noz moscada se conseguir também).
Por último, acrescente as pimentas biquinhos e o queijo parmesão. Mexa mais um pouco, mas com cuidado para manter as pimentas biquinhos inteiras. Teria utilizado cheiro verde (coentro e cebolinha), mas como não tinha, ficou sem.
Sirva em seguida com mais queijo parmesão por cima e pimentas biquinhos para decorar.
Ficou muito saboroso e acertou mais em cheio que flecha de cupido nesse dia dos enamorados 😉

Comentários em: "Risoto de Camarão com Requeijão Cremoso e Pimenta Biquinho" (4)

  1. Minha cozinha é roots, tem essas facilidades não cebola você tem que sofrer e chorar pra merecer o seu tempero.

  2. Tirando a pimenta esse prato parece ser muito bom.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: