Tonterías, Baloney, Bêtise, Albernheit…

Esse foi o menu do jantar do dia dos namorados. Como rolou uma pré comemoração na quinta, acabou que decidi de última hora e não consegui achar nem uma receita que me agradasse nem os ingredientes completos das receitas que encontrei. Resolvi fazer uma alquimia culinária no feeling com o que tinha em casa. Vamos à experiência inédita e mega elogiada <3
image Ingredientes:

400 g de camarão (acabei comprando um pacote daqueles descascados e cozidos, achei que estivessem limpos, não estavam, ainda tive de limpar um por um :/ )
2 xícaras ou 1 caneca daquelas grandes de arroz arbório
1 cebola grande
1 tomate grande
1 pimentão pequeno
1 colher de sobremesa de alho (daqueles potinhos de alho triturado, só alho, sem sal e sem cebola)
1 pote de requeijão cremoso
200 ml de vinho branco seco
100 g de manteiga
100 g de queijo parmesão (atualmente tenho optado pelo fresco ralado na hora, mas pode ser o de pacotinho também)
Sal e pimenta do reino a gosto
1 noz moscada ralada na hora (não achei ficou sem, mas teria utilizado)
1 limão
4 colheres de molho de tomate
20 pimentas biquinhos (ou a gosto, não contei na verdade :P )
1 caldo de legumes (pode ser de camarão ou feito com o próprio camarão, caso use camarões frescos, para fazer o caldo, basta pegar as cascas e cabeças e deixar cozinhando com um litro de água)

Modo de Preparo:

Antes de começar o risoto, tempere os camarões já limpos com o limão e pimenta do reino a gosto. Não adicione sal para não deixar o camarão borrachudo.
Coloque numa panela a manteiga, depois que tiver derretido acrescente o alho e a cebola. Eu utilizo o mini processador e com isso a cebola fica tipo uma pastinha, muito prático, sem chororo.
Depois de ter dourado os primeiros ingredientes, acrescente o arroz, refoge (mexa para incorporar o alho e a cebola). A partir de agora, como dito na receita anterior, deve-se mexer o tempo todo. Junte o vinho e espere o álcool evaporar.
Enquanto o álcool evapora, aqueça um pouco de azeite em uma frigideira, acrescente os camarões (com o caldo do limão e tudo). Deve-se cozinhar os camarões até ficarem rosado, contorcidinhos, não precisa cozinhar muito porque senão fica borrachudo e ainda passará um tempo no risoto.
Depois do álcool evaporado, acrescente parte do caldo, continue mexendo, quando tiver reduzido a quantidade de líquido, acrescente mais um pouco do caldo. Repita o processo até terminar o caldo ou até que o arroz esteja no ponto.
Resolvi acrescentar o tomate e o pimentão quando coloquei a parte final do caldo na intenção de deixá-los um pouco mais inteiros.
Continue mexendo, quando o caldo tiver reduzido bastante (não pode deixar secar totalmente), acrescente o molho de tomate e o requeijão, incorpore bem, coloque os camarões (com o caldo e tudo), verifique o sal, acrescente mais se necessário, e pimenta também (noz moscada se conseguir também).
Por último, acrescente as pimentas biquinhos e o queijo parmesão. Mexa mais um pouco, mas com cuidado para manter as pimentas biquinhos inteiras. Teria utilizado cheiro verde (coentro e cebolinha), mas como não tinha, ficou sem.
Sirva em seguida com mais queijo parmesão por cima e pimentas biquinhos para decorar.
Ficou muito saboroso e acertou mais em cheio que flecha de cupido nesse dia dos enamorados ;)

Carla:

Valorizando ❤️

Publicado originalmente em :

aperte o play <3

Não é muita coincidência o grande amor da sua vida aparecer, justamente, na sua vida? Li esta pergunta esses dias e pensei que era óbvio, mas não é.

amordavida

As pessoas banalizaram o verbo amar. As redes sociais estão cheias de “eu te amo”, que na verdade querem dizer “me sinto atraída por ele”, ou “a sociedade aceita ele”, ou ainda “estamos acostumados um com o outro”! Quem não conhece uma história assim: Ela publica no Instagram a foto de um jantar romântico com a legenda “Eu e o grande amor da minha vida!”. Ele jura amor eterno e coloca a foto no perfil do Facebook. Na sequência, ele manda um Whatsapp para os amigos: “tô deixando ela em casa, já chego no churras!” – sozinho. Enquanto isso ela está em casa, sem saber de nada, indo dormir e pensando no ex.

naoeamor

É difícil reconhecer o AMOR…

Ver original 289 mais palavras

Fim de semana passou e com ele comidinhas gostosas em casa para a inauguração de panela Lekssa. Sim, na pegada aniversário de cachorro, pretexto para reunir os amigos, prosear, comer e beber.

O cardápio escolhido foi Risoto de Tomate Seco, mussarela de Búfala e manjericão, originalmente retirada aqui e de sobremesa pudim, “simples” assim.

Não reparem em tantas partes laranjas, bati recorde de adaptação :P

Ingredientes
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo (usado só uma caneca)
10 folhas de manjericão (foi a gosto, 10 tava muito pouco)
4 colheres (sopa) de manteiga (só usei uma com um pouco de azeite)
1/2 cebola (coloquei uma cebola pequena inteira)
2/3 xícara (chá) de mussarela de búfala (como tinha queijo minas de búfala em casa, foi o que usei)
100 g de tomate seco
1,3 l de caldo de legumes (se for usar cubo, dissolva apenas 1)
1/2 xícara (chá) de vinho branco seco (usei tinto mesmo porque foi o que meu amigo Marcelo levou, ficou gostoso também, mas rosado, na próxima, usarei o branco mesmo :P )
5 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (um pacotinho de 100g)
sal e pimenta-do-reino a gosto (coloquei alho e noz moscada a gosto também)

Modo de Preparo
1. Lave as folhas de manjericão sob água corrente.

2. Numa tábua, pique a cebola (eu uso meu mini processador, tudo bem picadinho e sem lágrimas, muito prático) e a mussarela de búfala. Corte o tomate seco em tiras.

3. Leve uma leiteira com o caldo de legumes ao fogo alto. Quando ferver abaixe o fogo.

4. Enquanto o caldo aquece, coloque 2 colheres (sopa) de manteiga numa panela e leve ao fogo baixo (coloquei apenas uma junto com azeite a gosto). Quando a manteiga derreter, junte a cebola picada e refogue (coloquei o alho nessa hora também), mexendo bem, até que fique transparente.

5. Aumente o fogo e acrescente o arroz. Refogue por 2 minutos, mexendo sempre.

6. Adicione o vinho e misture bem até evaporar.

7. Quando o vinho secar, acrescente o caldo de legumes ao risoto aos poucos, mexendo sem parar. Quando secar, adicione mais caldo e repita a operação por, aproximadamente, 15 minutos sempre em fogo alto.

8. Verifique o ponto: o risoto deve ficar cremoso, mas os grãos de arroz devem estar al dente, ou seja, um pouco durinhos. Se ainda estiver muito cru, continue cozinhando por mais 1 minuto. Caso seja necessário, junte um pouco mais de caldo e mexa bem. Na última adição de caldo, não deixe secar completamente ou o resultado será um risoto ressecado.

9. Quando o risoto estiver no ponto, junte o tomate seco e o parmesão. Misture bem e desligue o fogo.

10. Coloque as 2 colheres (sopa) de manteiga restantes e as folhas de manjericão sem misturar. Tampe a panela.

11. No momento de servir, acrescente a mussarela de búfala e misture bem. Tempere com pimenta-do-reino moída na hora e sirva imediatamente.

Bom, pode-se fazer seguindo essa receita OU refogando todos os ingredientes (exceto manjericão e o queijo ralado) antes de acrescentar o vinho e o caldo. Coloquei o queijo minas porque, ao contrário da mussarela, não fica “puxento”. Enfim, foi a primeira vez que fiz com a supervisão de Marcelo, achei super fácil e mega gostoso!!!

Foi primeira vez também que fiz pudim, creia! E creia também que levei uma surra, mas ao comentar com umas colegas do trabalho, descobri que a receita que peguei aqui estava equivocada…

Ingredientes

Calda

1 xícara (chá) de açúcar

Pudim

1 lata de Leite MOÇA®
2 medidas (da lata) de Leite Líquido NINHO® Integral (aqui está o problema! Não encontrei o Ninho e usei leite normal. Me disseram que geralmente é 1 medida de leite condensado para 1 de leite. Não sei se o Ninho é diferente, mas não deu certo, ficou muito mole.)
3 ovos

Modo de Preparo

Calda:
Em uma panela de fundo largo (usei a assadeira mesmo), derreta o açúcar até ficar dourado. Junte meia xícara (chá) de água quente e mexa com uma colher. Deixe ferver até dissolver os torrões de açúcar e a calda engrossar. Forre com a calda uma forma com furo central (19 cm de diâmetro) e reserve.
Pudim:
Em um liquidificador, bata todos os ingredientes do pudim e despeje na forma reservada. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio (180°C), em banho-maria, por cerca de 1 hora e 30 minutos. Depois de frio, leve para gelar por cerca de 6 horas. Desenforme e sirva a seguir.
DICAS:
– É essencial que o pudim seja preparado em banho-maria para que asse de forma lenta e controlada, para atingir a textura ideal.
– Para que o seu pudim não forme furinhos, verifique se a temperatura do forno está regulada conforme indicação da receita. Leve a forma ao forno na grade superior, longe da chama (para poder desenformar).

Bom, o sabor não tinha como dar errado, mas a consistência… Bebemos pudim, até porque não me atentei do tempão na geladeira. O melhor, acredito, é fazer de um dia pro outro para ficar bem geladinho. Preciso empatar esse jogo porque, por enquanto, está 1×0 pro pudim ¬¬

True Love

Sometimes I hate every single stupid word you say
Sometimes I wanna slap you in your whole face
Woah oh oh
There’s no one quite like you
You push all my buttons down
I know life would suck without you
Woah oh oh

At the same time, I wanna hug you
I wanna wrap my hands around your neck
You’re an asshole but I love you
And you make me so mad I ask myself
Why I’m still here or where could I go?
You’re the only love I’ve ever known
But I hate you
I really hate you
So much I think it must be

True love, true love
It must be true love
Nothin’ else can break my heart like true love
True love, it must be true love
No one else can break my heart like you

Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Oh oh oh oh

Just once
Try to wrap your little brain around my feelings
Just once please try no to be so mean
Woah oh oh
Repeat after me now R-O-M-A-N-C-E-E-E
Come on I’ll say it slowly
You can do it babe

At the same time, I wanna hug you
I wanna wrap my hands around your neck
You’re an asshole but I love you
And you make me so mad I ask myself
Why I’m still here, or where could I go
You’re the only love I’ve ever known
But I hate you
I really hate you
So much I think it must be

True love, true love
It must be true love
Nothing else can break my heart like true love
True love, it must be true love
No one else can break my heart like you

Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Oh oh oh oh

Think it must be love, I love you
I think it must be love, I love you

Why do you walk me off the wrong way?
Why do you say the things that you say?
Sometimes I wonder how we ever came to be
But without you I’m incomplete

I think it must true love, true love
It must be true love
Nothing else can break my heart like true love
True love, it must be true love
No one else can break my heart like you
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
No one else can break my heart like you
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
Woah oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh
No one else can break my heart like you

Olá, meu povo!
Mais algumas receitinhas, dessa fez vegetariana.
Fiz um curso da Arte de Viver e uma das solicitações era que nesse período evitássemos o consumo de carne. Gostei tanto da ideia que, desde então, tenho optado por não comer e estou me sentindo muito bem. Adriana, my BFF, que já está sem comer carne há um tempinho me indicou vários sites e, seríssimo, de fome não morreremos e o sabor dos alimentos… Hmmm não deixa a desejar em nada.
Enfim, tinha combinado um jantar com uns amigos em casa e já fui avisando que não teríamos carne e na verdade nem tivemos jantar (por isso coloquei “encontro” no título) porque a galera gostou tanto das entradinhas e outras coisas que não tivemos barriga para o prato principal que seria Macarrão com Legumes Assados, não fiz, mas assim que rolar, conto de minha experiência com esse prato também.

Bom, vamos ao que interessa!

De entrada tivemos queijo brie com geleia de damasco, amora e morango; queijo provolone temperadinho; azeitonas verdes e pretas (tudo isso comprado pronto).
Os pratos foram: Berinjela ao forno e Tabule de Quinoa. Como de costume, meus comentário, adaptações e sugestões de laranja :D

Berinjela ao forno
(A ideia era fazer essa receita de entrada, por isso fiz metade, mas, mesmo assim, rendeu muuuuito!!! e não sobrou nada :D)

Ingredientes:

4 berinjelas cortadas em cubos (usei 2)
2 pimentões vermelhos cortados em cubos (usei 1)
2 pimentões verdes cortados em cubos (usei 1)
2 cebolas grandes cortadas em cubos (usei 1)
1 dente de alho esmagado (usei 1 colher de sobremesa daqueles alhos prontos sem nada, só alho mesmo)
2 colheres de sopa de azeitonas pretas e verdes, picadas (acabei usando as 2 colheres mesmo)
1 xícara de chá de óleo (não usei)
1 xícara de chá de azeite (usei essa quantidade mesmo, já que optei por não usar o óleo)
1/2 xícara de chá de vinagre
1 folha de louro
Sal e orégano a gosto (acrescentei um pouco de pimenta do reino ralada na hora assim como o sal)
Cheiro-verde picado a gosto (como boa baiana, usei coentro e cebolinha sem dó, AMO!)

Modo de Preparo:

Refogue o alho e a cebola em um pouco de azeite.
Coloque as berinjelas e os pimentões num pirex grande (usei o mesmo que fiz a lasanha, para vocês terem uma ideia, grande!).
Adicione o alho refogado com a cebola, as azeitonas, sal, orégano e respingue com o vinagre.
Junte a folha de louro e regue tudo com o óleo e o azeite.
Misture tudo muito bem.
Asse em forno quente, mexendo algumas vezes.
A berinjela estará pronta quando toda a água que se formar tiver evaporado (cerca de meia hora).
Sirva frio acompanhado de torradas (além das torradas, comprei aquelas barquetas folhadas, deli!).

Tabule de Quinoa

Ingredientes:

4 colheres (sopa) de quinoa (achei pouquíssimo, teria colocado o dobro pelo menos)
10 colheres (sopa) de água (sinceramente, não entendi essa quantidade tão pouca de água, evaporou rápido, a quinoa ainda não estava pronta, acabei cozinhando como normalmente faço, tipo arroz mesmo)
1/2 colher (sobremesa) de sal (coloquei menos, achei essa quantidade demais para mim, na verdade usei o ralado na hora)
1 tomate
1/2 pepino
1/2 cebola roxa
2 colheres (sopa) de salsinha picadinha (não usei salsinha porque não sou chegada, coloquei coentro e cebolinha com gosto :D)
3 colheres (sopa) de hortelã picadinha (coloquei a gosto, não cheguei a medir)
2 colheres (sopa) de azeite de oliva (sem medida também, coloquei o que achei suficiente)
Suco de 1/2 limão (coloquei o limão todo)
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:

Coloque a água para ferver com o sal. Quando levantar fervura, acrescente a quinoa, abaixe o fogo e deixe ferver por 10 minutos (para mim isso não funcionou, tive de colocar mais água e só não coloquei mais quinoa porque iam ficar com cozimentos diferentes, enfim, valeu a experiência). Enquanto isso, corte o pepino, o tomate e a cebola em cubinhos. Em um prato, acrescente à essa mistura a salsinha (cheiro verde) e a hortelã. Assim que a quinoa ficar pronta, escorra o excesso de água em uma peneira e passe por água corrente para interromper o cozimento. Deixe a água escorrer toda. Acrescente a quinoa à mistura de tomate e pepino, tempere com sal, azeite, pimenta e limão e sirva. Ficou gostoso também, apesar dos meus ajustes sugeridos para uma próxima vez.

 

Tenho me tornado um tanto quanto repetitiva, mas, como as pessoas era diferentes, acabei repetindo o creme com as três camadas (sem as claras em neve), again, AMARAM! Tudo isso acompanhado de muito vinho, ótima cia e excelente conversa ;)

Carla:

E assim caminha a humanidade, ao que parece, homens para um lado e mulheres para o outra. Não está fácil…

Publicado originalmente em Suspiros & Desatinos:

05

Às vezes me flagro imaginando um homem hipotético que descreva assim a mulher dos seus sonhos:

“Ela tem que trabalhar e estudar muito, ter uma caixa de e-mails sempre lotada. Os pés devem ter calos e bolhas porque ela anda muito com sapatos de salto, pra lá e pra cá.

Ela deve ser independente e fazer o que ela bem entende com o próprio salário: comprar uma bolsa cara, doar para um projeto social, fazer uma viagem sozinha pelo leste europeu. Precisa dirigir bem e entender de imposto de renda.

Cozinhar? Não precisa! Tem um certo charme em errar até no arroz. Não precisa ser sarada, porque não dá tempo de fazer tudo o que ela faz e malhar.

Mas acima de tudo: ela tem que ser segura de si e não querer depender de mim, nem de ninguém.”

Pois é. Ainda não ouvi esse discurso de nenhum homem. Nem…

Ver original 663 mais palavras

Se tem uma sobremesa que é tradição familiar é essa! Porém, procurei em meus cadernos de receitas e nada. Lá fui eu fazer de cabeça pelo que já tinha visto (acabei achando essa daqui que não é exatamente igual) e outras receitas que já fiz, saiu a sobremesa familiar, pero adaptada (e mais gostosa, achei!)

Creme quatro camadas de Carla (fiz auto-homenagem ^^)

Primeira camada
3 gemas
1 lata de leite condensado
A mesma medida de leite
1 colher de amido de milho

Segunda camada
1 abacaxi

Terceira camada
1 barra de chocolate amargo
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 colher de sobremesa de manteiga (opcional)

Quarta camada
3 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
1 lata de creme de leite
3 claras

Modo de preparo:

Primeira camada
Leve os ingredientes ao fogo, mexa até ficar em ponto de mingau. Despeje em um pirex e leve à geladeira para esfriar.

Segunda camada
Pique o abacaxi e leve ao fogo com um pouco de água apenas (se quiser) para dar uma cozinhada. Não coloquei açúcar para ele ter justamente o papel de dar uma quebrada no doce da sobremesa. Como o meu estava bem maduro e soltou bastante caldo quando cortei, nem água coloquei. Deixe esfriar e despeje em cima do primeiro creme. Volte pra geladeira.

Terceira camada
Derreta a barra de chocolate no microondas (colocando de 15 a 20 segundos, parando, mexendo, 1:30 ao todo dependendo da potência do microondas). Faça um brigadeiro mole com o leite condensado, o chocolate e a manteiga. Desligue o fogo, acrescente o creme de leite e coloque em cima da camada de abacaxi. Volte pra geladeira.

Quarta camada
Bata as claras em neve, acrescente o açúcar, bata mais um pouco e por fim acrescente o creme de leite. Coloque a última camada e leve à geladeira até a hora de servir.

Na casa de minha mãe costumava deixar no freezer, ficava bem consistente, tipo sorvete. Caso queira mais com aspecto de creme e se sua geladeira não é daquelas que ficam abrindo o tempo todo, pode deixar na parte de refrigeração normal mesmo :)

Carla:

Num momento oportuno…

Publicado originalmente em Filosofia Animada:

Que o mundo não é colorido, acho que você sabe. Mas que as pessoas gostam de enfeitar, ahhh.. isso gostam, poucas as pessoas que sabem como dizer as verdades quando realmente precisamos ouvi-las.

#1

Pessoas que ferram qualquer um, vão mais que provavelmente pisar na sua cabeça pra ferrar qualquer um. Afaste-as da sua vida.

01b

#2

Algumas pessoas acham normal te julgar… tente não ser como elas. E as ignore.

03

#3

As coisas mais bonitas da vida são inúteis.

04

#4

Não force seus amigos para as suas coisas… Deixe que eles busquem e gostem se quiserem.

05

#5

Ninguém se importa com as duas semanas que você “viveu” na America/Europa/Asia… Pare de ficar se gabando.

06

(“Na Europa as pessoas peidam por trás”)

#6

Filmes pornô e Disney, são responsáveis pelos seres humanos mais frustrados que conheço. 

QzG4V

(“Cade a porra do meu principe encantado?” – “Cade a porra da minha vadia insaciável?”)

Ver original 862 mais palavras

Obrigada, queridos visitantes!
Bons números mesmo num ano bem calmo.
Vamos ver se em 2015 dou uma agitada aqui :)
Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 30.000 vezes em Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 11 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

A receita de hoje foi para agradar a minha amiga Clara que possui uma dieta alimentar um tanto quanto restrita (para usar um termo mais simpático :P). Reuni o pessoal da faculdade e, como ela não comia a lasanha à bolonhesa (essa aqui), fiz essa outra opção que, não só ela, mas muitos apreciaram também. Infelizmente, quando lembrei de tirar foto não tinha mais lasanha, o que é bom bom sinal ;)
Como o público era diferente, acabei repetindo não só a lasanha, mas outras sobremesas (a pedidos), então hoje só uma receitinha mesmo que tirei daqui.

Lasanha de frango com queijo

Ingredientes:

1 peito de frango
500 g de queijo mussarela fatiado
400 g de presunto fatiado (não usei presunto, apenas queijo mesmo, ela não come :P)
1 pacote médio de massa para lasanha (direto ao forno, sem cozimento prévio)
1 pote de requeijão cremoso
2 caldos de galinha (ou tempero completo sabor galinha)
2 copos de leite
1 caixa de creme de leite
2 colheres de farinha
3 colheres de manteiga
1 cebola média

Modo de preparo:

Molho:
Faça um creme homogêneo com as 2 colheres de farinha e 2 colheres de manteiga (reservando 1 colher de manteiga), acrescente o leite, 1 caldo de galinha e mexa constantemente.
Retire do fogo e acrescente o creme de leite.
Reserve.

Frango:
Cozinhe o peito de frango em água sem óleo (usei a panela de pressão tanto para cozinhar como desfiar seguindo a dica desse vídeo).
Após cozido, desfie o frango (vai com fé no vídeo que é muuuito prático! Deus salve quem teve essa ideia!!!).
Pique a cebola em pedaços pequenos, coloque em uma panela e doure com a manteiga.
Acrescente o frango e o caldo de galinha.
Mexa sempre até o frango ficar totalmente dourado.

Montagem:
Em um refratário, coloque 2 conchas de molho.
Faça a base com massa de lasanha, cubra com 1 camada de presunto, 1 de queijo e 1 frango (nessa ordem).
Sobre o frango coloque 1 camada de requeijão coloque 2 conchas de molho.
Cubra o requeijão com 1 camada de presunto, 1 camada de queijo e 1 camada de massa.
Coloque molho.
Repita esse processo até faltar cerca de 2,5 cm para chegar na borda da assadeira.
Para finalizar, cubra a lasanha com muito queijo e requeijão e molho (finalizei com queijo parmesão ralado na hora).
Asse por aproximadamente 20 minutos em fogo baixo.

Publicado originalmente em TIME:

As Daniel Jones, author of Love Illuminated, explains: we spend youth asking “How do I find love?” and midlife asking “How do I get it back?”

Anyone in a relationship or who plans on being in one needs to know how to keep love alive over the long term.

But how do you learn the secret to this? Everyone is happy to explain “how they met” but few give the details on “how they stayed together.”

So let’s look at what science has to say.

“Happily Ever After” Ain’t Easy

Aside from being the epitome of lazy writing, “happily ever after” is not simple.

Ty Tashiro explains that couples in their first year of marriages score 86% for marriage satisfaction. By the seventh year, it’s under 50%.

The Science of Happily Ever After: What Really Matters in the Quest for Enduring Love

Yes, about 50% of couples get divorced…

Ver original 1.527 mais palavras

O fim de semana foi inspirado e não fiz umas, mas 5 receitas :D
Rolou um jantar no sábado e um almoço no domingo e várias sobremesas, conto tudo agora.
Antes de mais nadam devo contar o sufoco que foi cozinha o jantar, faltou luz, só ficaram umas luzes de emergência no prédio, várias tomadas sem funcionar e a luz da cozinha nada de acender. Foi na base da lanterna do celular, uma experiência única :P

Jantar de Sábado:
A minha ideia foi fazer uma bruschetta, mas quem acabou executando o prato foi meu amigo “chef” convidado, Leo. Como disse, fiquei sem luz e me embananei toda com o tempo. Mesmo não tempo feito, colocarei a receita da bruschetta aqui :D
Ele fez da cabeça dele, mas a receita que peguei inicialmente foi essa daqui. Colocarei entre parenteses como ele fez.

imageBruschetta
Ingredientes:
1 pão tipo italiano fatiado
4 tomates sem sementes, cortados em cubos pequenos
Sal a gosto
Manjericão picado e pimenta-do-reino moída a gosto
1 colher (chá) de alho picado (ele não usou)
½ xícara (chá) de azeite
Queijo parmesão ralado a gosto (recomendo ralado na hora, fresquinho, tudo de bom!)
Modo de preparo:
Em uma assadeira, arrume as fatias de pão italiano e leve ao forno médio a 200°C por +/-
10 minutos ou até torrar levemente. Retire do forno e esfregue um dente de alho nas fatias de
pão. Reserve. (Ele não fez nada disso, ao invés, passou azeite em um dos lado do pão e selou numa frigideira. Pode-se selar ambos os lados, ou apenas um como ele fez, se preferir o pão mais fresquinho, ou fazer como nessa receita e levar ao forma, nesse caso, o pão ficará mais torradinho. De qualquer jeito para mim está ÓTIMO, amo muito tudo isso!)
Coloque em uma peneira 4 tomates sem sementes, cortados em cubos pequenos, tempere com sal a gosto e deixe nesta peneira por pelo menos 30 minutos. (Não foi colocado nem na peneira nem esperado esse tempo todo, cortou, temperou, montou).
Transfira o tomate para uma tigela, adicione manjericão picado e pimenta-do-reino moída a gosto, 1 colher (chá) de alho picado e ½ xícara (chá) de azeite, misture e sirva sobre as fatias de pão italiano e queijo parmesão ralado a gosto. (Como disse, não foi utilizado o alho, possivelmente eu teria colocado, porque amo! Fica a critério de cada um. Como disse ali em cima, ele cortou os tomates, colocou o manjericão, temperou, colocou a misturinha generosamente em cima do pão e ralou o parmesão em cima de tudo. Uma outra variação é levar ao forno – o qeu não foi feito – para derreter o queijo, masi uma fez, fica a critério de cada um).

Considerei umas 6 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 220
Gorduras (g): 12,8
Gorduras Saturadas (g): 2,3
Gorduras Trans (g): 0,1
Colesterol (mg): 10,3
Sódio (mg): 330,1
Potássio (mg): 116,8
Carboidratos (g): 20,6
Fibra (g): 2,8
Proteínas (g): 6,8
Vitamia A (%): 18,5
Vitamina C (%): 10,3
Cálcio (%): 1,3
Ferro (%): 1,3

O prato principal foi uma lasanha. Dessa vez, a receita foi tirada do programa de Rita Lobo na GNT. Vi, fiquei com água na boca e resolvi fazer.
3

Lasanha à bolonhesa clássica da Rita Lobo
Ingredientes:
250g de massa para lasanha pré-cozida
¾ de xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 porção de molho à bolonhesa
1 porção de molho branco

Molho à bolonhesa
Ingredientes:
500g de patinho moído
1 colher (sopa) de óleo de canola
2 colheres (sopa) de manteiga
½ cebola picada
2 cenoura grandes picadas
4 talos de salsão picado
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de vinho branco seco
1 lata (400g) de tomates pelados com o líquido
1l de água
Noz-moscada ralada na hora
Sal e pimenta-do-reino moída na hora (a gosto)

Molho branco: béchamel
Ingredientes:
3 colheres (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1l de leite
1 pitada de noz-moscada ralada na hora
Sal e pimenta-do-reino moída na hora (a gosto)

Modo de preparo:
Molho à bolonhesa
Leve uma panela ao fogo médio, junte o óleo e a manteiga. Quando estiverem quentes, refogue a cebola, mexendo sempre, até ficar transparente. Adicione a cenoura e o salsão picados e refogue por mais 2 minutos, sem parar de mexer.
Junte a carne moída e misture com um garfo para soltar os pedaços. Tempere com sal e pimenta-do-reino e misture até que a carne perca a cor rosada. Acrescente o leite, misture e tempere com a noz-moscada. Deixe cozinhar até que o leite evapore completamente, mexendo de vez em quando.
Adicione o vinho branco, misture e deixe cozinhar até secar. Abaixe o fogo, junte o tomate pelado (com o líquido), misture e deixe cozinhar durante 3 horas, com a panela semiaberta, mexendo de vez em quando. O fogo deve ficar baixíssimo, caso contrário, o molho vai queimar e grudar no fundo da panela.
Quando o molho começar a secar, aqueça um litro de água em uma chaleira e regue-o com cerca de 1 xícara (chá). Quando o molho começar a secar novamente, aqueça a água mais uma vez e regue com mais uma xícara. Repita esse processo sempre que for preciso. No total, você vai usar cerca de 1 litro de água.

Molho branco: béchamel
Numa panela média, coloque a manteiga e leve ao fogo baixo. Quando derreter, acrescente a farinha de trigo e mexa por dois minutos com uma espátula de silicone ou colher de bambu, até ficar levemente dourado.
Retire a panela do fogo e, batendo com um fouet (batedor de arame) sem parar, vá acrescentando o leite. Mexa vigorosamente e volte a panela para o fogo.
Aumente o fogo para médio e continue mexendo, sem parar, até ferver. Abaixe o fogo, tempere com sal, pimenta-do-reino e noz-moscada. Deixe cozinhar por cerca de 12 minutos, mexendo de vez em quando, até engrossar um pouco (o molho deve ficar ainda líquido, pois vai hidratar a massa e engrossar durante o cozimento no forno).

Lasanha
Preaqueça o forno a 200ºC (temperatura média).
Quebre as folhas de massa, uma a uma, ao meio, formando dois quadrados (desta forma fica mais fácil cortar e servir a lasanha sem que ela despedace).
Num refratário de cerca de 30x20cm, faça uma camada de molho branco e coloque por cima um pouco de molho à bolonhesa (começar a montagem com eles, ajuda a hidratar a massa e evita que ela grude na travessa). Sobre os molhos, faça uma camada de massa, colocando os quadrados lado a lado até cobrir o fundo da travessa.
Sobre a primeira camada de massa, espalhe um pouco de molho à bolonhesa e regue com molho branco. Cubra com mais uma camada de massa e repita esta operação até chegar a cerca de 1 cm da borda do refratário, finalizando com uma camada de molho à bolonhesa e molho branco.
Polvilhe queijo parmesão ralado e leve para assar por 15 a 20 minutos, ou até que o topo fique dourado e o queijo, gratinado. Sirva a seguir. (Pela falta de luz, pela fome e tudo mais, a única coisa que não fiz foi deixar o molho bolonhesa cozinhando por 3 horas, quase duas talvez, mesmo assim ficou deli!!! Fora issom, segui a receita tal como indicada, sem alterações e/ou substituições).

Considerei umas 6 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 550
Gorduras (g): 19,8
Gorduras Saturadas (g): 10
Gorduras Poliinsaturadas (g): 0,6
Gorduras Monoinsaturados (g): 1,2
Gorduras Trans (g): 0,2
Colesterol (mg): 25,8
Sódio (mg): 514,2
Potássio (mg): 247,2
Carboidratos (g): 44
Fibra (g): 3,7
Açúcares (g): 0,3
Proteínas (g): 45,2
Vitamia A (%): 55,3
Vitamina C (%): 2,1
Cálcio (%): 27,2
Ferro (%): 2,5

Para sobremesa, estava inspirada e resolvi fazer 3 :D5

Fiz o Cheesecake que já dei a receita aqui, a única alteração foi que dessa vez, ao invés de derreter a goiabada, utilizei uma goiabada cascão cremosa, não sabia, mas vieram uns pedacinho de goiaba. Ficou igualmente bom, ou melhor, para quem gosta dos pedaços da fruta. Porém, ficou bem mais prático sem mais uma etapa (de derreter da goiabada) na receita.

A segunda receita tirei daqui e provocou um contratempo na cozinha e duas recomendações:
1) Use uma forma de 20 cm MESMO, não achei, acabei usando a de 22cm e os biscoitos não ficaram tão encaixadinhos (nada que comprometa, só fica mais arrumadinho, bonitinho).
2) Derreta o chocolate em banho-maira MESMO. Fui inventar de usar o microondas e o resultado foi 600 g de chocolate branco queimado jogado no lixo :/ Com isso, acabou que ficou menos chocolate e não cobriu todo o biscoito da lateral.
Enfim, contratempo acontecem, só não pode desanimar, afinal, mesmo assim, ficou bem bom! Confesso que achei que ficaria bem doce, mas nem ficou.

4Mosaico de Chocolate
Ingredientes:
3 pacotes de biscoito negro recheado sabor baunilha OBS: retire o recheio dos biscoitos de 2 pacotes (infelizmente não achei nem o Negresco nem Oreo em dois lugares que fui, usei o Escureto mesmo)
250 g de chocolate meio amargo picado (peguei o chocolate errado na hora de derreter, acabei usando ao leite mesmo que era de outra receita ¬¬)
2 latas de creme de leite sem soro
600 g de chocolate branco picado
1 colher (sopa) de essência de baunilha
Manteiga para untar

Modo de preparo:
Numa fôrma de fundo removível (20 cm de diâmetro) untada, vá arrumando 1 pacote de biscoito negro recheado sabor baunilha no fundo da fôrma. Na lateral da fôrma arrume os biscoitos (sem recheio) e reserve alguns sem recheio para decorar a torta. Reserve.
Em banho-maria derreta 250 g de chocolate meio amargo picado com alata de creme de leite sem soro (reserve o restante do creme de leite). Reserve.
Num outro banho-maria derreta 600 g de chocolate branco picado com a lata de creme de leite sem soro e 1 colher (sopa) de essência de baunilha. Reserve.
Sobre os biscoitos (que estão na fôrma) acrescente metade do creme branco e leve à geladeira para endurecer (+/- 10 minutos).
Retire a fôrma da geladeira, acrescente todo o creme preto e leve a fôrma novamente à geladeira para endurecer (+/- 10 minutos).
Depois retire a fôrma da geladeira, coloque o restante do creme branco, cubra com biscoitos sem recheio e leve à geladeira. +/- 1 hora

Considerei umas 40 porções para essa receita porque apesar de pequena, ninguém come a porção como uma fatia de torta, só um edacinho mesmo.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 200
Gorduras (g): 11,8
Gorduras Saturadas (g): 6,1
Gorduras Monoinsaturados (g): 0,6
Colesterol (mg): 6,6
Sódio (mg): 51
Carboidratos (g): 19,2
Fibra (g): 0,8
Proteínas (g): 1,6

A terceira receita tirei daqui e, originalmente, leva coco ralado. Apesar de ter comprado, decidi não colocar e dar destaque maior ao abacaxi, por isso mesmo suprimi o coco do nome da receita :D

6Creme Gelado de Abacaxi
Ingredientes:
3 gemas
1 lata de leite condensado
1 lata de leite integral (use a lata de leite condensado como medida)
1 caixinha de creme de leite (se for usar o de latinha, tirar o soro)
1 colher de sopa de amido de milho
1 abacaxi cortado em cubinhos (uso a fruta mesmo)
4 colheres de sopa de açúcar (colheres cheias)
250 ml de creme de leite fresco + 3 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
Coco ralado à gosto (para decorar nossa sobremesa) (não usei)

Modo de Preparo:
Essa receita tem três etapas. A primeira delas consiste em preparar o creme base da nossa sobremesa. Depois, vamos fazer o abacaxi em calda e por último fazer um chantilly rápido.

Para o creme base:
Separe as gemas das claras. Nessa receita, usaremos apenas as gemas. Passe cada uma por uma peneira, para tirar a pele que geralmente deixa o cheiro do ovo nas receitas. Cuidado na hora de peneirar: não adianta esfregar a colher pra ir mais rápido senão a pele vai junto com a gema. Fure com um garfo e deixe ela escorrer.
Feito isso, em uma panela: misture o leite condensado, o creme de leite e as gemas. Antes de acrescentar o amido de milho, dissolva-o no leite, para não empelotar. Leve a panela ao fogo baixo e mecha até levantar fervura. Quando estiver em pontode mingau, reserve o creme.

Para o abacaxi em calda:
Corte o abacaxi em cubinhos e leve ao fogo baixo com o açúcar até formar uma caldinha. Esse processo leva ao todo uns 20 minutos. O abacaxi vai soltar um pouco de água e misturar com o açúcar. Nem preciso dizer que estou salivando só de lembrar desse sabor mágico… Reserve.

Para o chantilly rápido:
Fazer chantilly é bem fácil, galera. Apenas dois ingredientes. Mas, há duas dicas importantes: a primeira delas é deixar creme de leite, bowl para bater o creme e batedores na geladeira por 20 minutos; o segundo segredo é bater o creme de forma delicada, sempre na mesma direção. Nós queremos um chantilly mais ralo então não precisa bater até formar pico. Bata apenas a ponto de encorpar o creme de leite. Reserve.

Agora é hora de montar a nossa sobremesa, que é toda em camadas!

Espalhe em um refratário médio todo o creme base.
Por cima, delicadamente, acrescente o abacaxi em calda. Distribua de maneira uniforme.
Por último, é a vez do chantilly. Pra dar um toque ainda mais especial, vamos salpicar coco ralado por cima.
Se você quiser, pode colocar também uma farofa de suspiro, mas não exagere porque a sobremesa é bem doce (não achei bem doce, mas tudo bem). Finalize com nozes ou cerejas no centro e leve para gelar por, pelo menos, 6 horas – fica melhor ainda deixando de um dia pro outro.

Considerei umas 20 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 191
Gorduras (g): 9,2
Gorduras Saturadas (g): 5,3
Gorduras Monoinsaturados (g): 0,4
Colesterol (mg): 4,3
Sódio (mg): 43
Potássio (mg): 55,8
Carboidratos (g): 22,8
Fibra (g): 0,4
Açúcares (g): 2,2
Proteínas (g): 2,9
Vitamina C (%): 32,7
Cálcio (%): 9,3
Ferro (%): 0,9

Almoço de Domingo
Ficarei devendo a foto, esqueci de tirar :/ Mas é algo que todo mundo já viu e sabe como é: Estrogonofe! Peguei no site da Nestlé.

Estrogonofe de carne
4 colheres (sopa) de manteiga
1 quilo de carne em tiras finas (filé mignon, contra-filé ou, alcatra) (usei alcatra e me arrependi de não ter comprado os bifes prontos porque comprei uma peça inteira e descobri que não sei tratar carne :( )
2 cebolas picadas
1/2 colher (sopa) de sal
1 pitada de pimenta-do-reino
1/2 xícara (chá) de conhaque (usei uísque porque era o que tinha em casa)
200 g de champignons em conserva fatiados
3 tomates , sem pele e sem semente, picados (confesso que foi com pele mesmo)
2 colheres (sopa) de catchup
1 colher (sopa) de mostarda
1 lata de creme de leite

Modo de Preparo:
Em uma frigideira grande, derreta três colheres (sopa) da manteiga, e doure a carne, aos poucos, em fogo alto, para não juntar suco. Reserve a carne, coloque na frigideira a manteiga restante e refogue a cebola. Junte a carne, tempere com o sal e a pimenta-do-reino. Despeje o conhaque, deixe aquecer e incline levemente a frigideira para que o conhaque incendeie (não consegui! virei a panela, caiu molho na boca do jogão, deve chama, mas fora da panela, paciência, foi sem flambar mesmo :/). Deixe flambar até acabar a chama e junte os champignons. Acrescente os tomates, o catchup e a mostarda e misture bem. Abaixe o fogo, tampe a panela e deixe por cerca de 5 minutos. Incorpore delicadamente o Creme de Leite NESTLÉ e retire do fogo antes de ferver. Sirva a seguir com arroz branco (integral, meu caso) e batata palha.

DICAS:
– Para que a carne fique macia e suculenta, ela deve ser preparada em fogo alto e aos poucos.
– Se preferir, substitua a carne pela mesma quantidade de filé de frango em tiras finas ou camarões limpos.
– Flambar é a técnica de incendiar os alimentos com bebidas alcoólicas. Desse modo, o álcool evapora e obtemos apenas o aroma da bebida usada.

Considerei umas 10 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 312
Gorduras (g): 18
Gorduras Saturadas (g): 9,7
Gorduras Monoinsaturados (g): 1,2
Colesterol (mg): 13,2
Sódio (mg): 107,1
Potássio (mg): 163
Carboidratos (g): 4,8
Fibra (g): 1,6
Açúcares (g): 0,2
Proteínas (g): 21,3
Vitamia A (%): 5,6
Vitamina C (%): 4,3
Cálcio (%): 0,7
Ferro (%): 2,2

As sobremesas do almoço foram as mesmas do jantar, porque, obviamente, sobrou um monte :D

image
Não sei se todos conhecem, mas a receita de hoje, que fiz no finde para o almoço do dia dos pais é da entrecasca da melancia, aquela parte branca.
Já tinha visto essa receita há alguns anos e lembrava que era para 1 kg da entrecasca, 1/2 kg de açúcar e cravo a gosto. Como fiquei na dúvida se só era isso, resolvi dar uma fuçada e achei essa aqui no site de Edu Guedes.
Acabei gostando mais da receita dele porque leva bem menos açúcar, mas acabei dando uma adaptada porque não tinha tanta entrecasca assim.
Ao final, minha receita ficou assim:

Ingredientes:

750 g de entrecasca de melancia que ralei para dar um aspecto mais delicado, mas vocês podem cortar da forma como quiserem.
300 g de açúcar
1 rama de canela da china (não é pó, é o pau mesmo)
Cravo da índia a gosto
Coloquei a xícara de água indicada na receita de Edu Guedes, mas achei dispensável já que a minha entrecasca estava bem fresquinha e já soltou uma quantidade boa de água, é bom avaliar a necessidade.

Modo de fazer:

Colocar tudo na panela, cozinha em fogo baixo e pronto! Como não coloquei muito açúcar, não ficou naquele ponto de calda não. Esperei a entrecasca cozinhar, chegar nessa cor aí da foto e pronto. Ficou um doce bem leve e não pesado no açúcar.

 

Sugiro fazer uma brincadeira e perguntar para as pessoas do que é o doce. Tem um aspecto de mamão verde, mas ninguém consegue adivinhar. O melhor é a surpresa quando descobrem do que é :) O mais legal é o aproveitamento de algo que a maioria das pessoas joga fora.

 

Considerei umas 20 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional ficou assim:

Calorias: 64
Gorduras (g): 0,2
Sódio (mg): 0,2
Potássio (mg): 0,5
Carboidratos (g): 15,5
Proteínas (g): 0,3
Cálcio (%): 0,1
Ferro (%): 0,4

Por lei, toda vez que vou aos EUA tenho de ir ao The Cheese Cake Factory, fazendo essa recomendação a todos que vão pra lá, inclusive. Eles possuem um cardápio enorme e variado, mas t.o.d.a santa vez acabo pedindo o Shrimp Scampi, dos deuses!!!
Fuçando a internet achei a receita e, já que nesse dia dos namorados não pudemos ir ao TCCF, ele veio até nós :D

Ingredientes:

1 pacote de cabelo de anjo cozido “al dente” (primeira vez que fiz esse macarrão e, de fato, cozinha muito rápido, 2 minutos dizia a embalagem do que comprei, não coloquei o pacote todo não, foi menos da metade, pra dizer a verdade)
1 quilo de camarão (dos grandes) limpo e fresco (não tirar a cauda) (acho que usei mais que um quilo, pensei eram grandes, mas não, tem de ser GRANDE mesmo e eu tirei a cauda, acho o ó comer com aquilo)
1 xícara de leite
1/2 xícara de farinha de trigo
8 cabeças de alho sem casca (como o alho que tinha em casa estava bem grande, cortei em fatias também)
4 colheres de sopa de azeite de oliva (precisei usar mais)
1 tomate picado em cubos (coloquei dois picados bem miudinhos)
1 xícara de vinho branco (em uma outra receita indicava Martini, como tinha em casa, usei ele mesmo e ficou bem bom!)
½ limão espremido (pela quantidade de molho que estava fazendo, acabei colocando um inteiro)
1 lata de creme de leite com soro
6 folhas de manjericão
½ xícara de queijo parmesão ralado
¼ colher de chá de pimenta-vermelha em pó
Salsinha, sal e pimenta-do-reino a gosto (não usei salsinha porque não sou fã)

Modo de Preparo:

Coloque os camarões em uma travessa e adicione o leite, farinha de trigo, ½ da quantidade de queijo parmesão, pimenta-vermelha em pó, sal e pimenta-do-reino a gosto. Deixe marinando por 15 minutos. Aqueça o azeite em uma panela grande, temperatura alta. Adicione as cabeças de alho, e a mistura da travessa com os camarões. Adicione mais azeite se for preciso. Retire os camarões assim que estiverem dourados. Separe. (A necessidade dos camarões maiores possíveis está justamente aí. Essa mistura com o leite e a farinha de trigo faz uma papa, quanto maior o camarão, mais fácil manusear, por assim dizer).
Diminua a temperatura para fogo baixo, deixe as cabeças de alho na panela, adicione o vinho, o suco do limão espremido e deixe ferver, misturando sempre adicione o tomate picado, o manjericão, salsinha e deixe no fogo até os tomates estarem cozidos, então adicione o restante do queijo parmesão e desligue o fogo removendo a panela da boca quente do fogão. Adicione o creme de leite e os camarões. Prove e, se necessário, adicione um pouco mais de sal. O molho ficará mais consistente à medida que esfria.
Coloque o molho no prato que você vai servir, coloque os camarões ao redor do prato, adicione o cabelo de anjo e polvilhe tudo com salsinha. Polvilhe queijo ralado e bom apetite!

Não tenho foto (a foto foi maior que tudo), mas, da próxima vez que fiz (e farei!), atualizo aqui :D

Como opção de sobremesa, fiz esse cheesecake para o jantar de ontem também. Não, não tinha uma galera não, só eu e meu amado, mas só exagerada, tenho dúvidas, estava com tempo e resolvi fazer as duas coisas. Essa receita peguei com uma amiga do mergulho, bem fácil de fazer também.

imageIngredientes:

1 pacote de biscoito maizena (tive de usar 2 porque a minha assadeira era maior do que esperava)
Mais ou menos 6 colheres de manteiga (usei 4 generosas, quando deu a liga, parei)
1 lata de creme de leite sem soro
1 lata de leite condensado
300g de cream cheese
400 g de goiabada

Mode de Preparo:

Triture o biscoito no liquidificador e depois misture a manteiga. Vai colocando aos poucos porque, como falei, pode ser que não necessite usar toda a quantidade para dar a liga. Forre uma forma de fundo falso (a parte mais chata) e leve ao forno por 10 minutos. Recomendo fazer uns furinhos com um garfo para não ficar estufado.
bata no liquidificador o creme de leite, o leite condensado e o cream cheese. Coloque por cima da massa e volte ao forno (180ºC) por mais 20 minutos ou um pouco mais, espere a massa ficar douradinha. Retire do forno e deixe esfriar. Enquanto isso, derreta a goiabada (para 1 xícara de goiabada, 1/2 xícara de água) em fogo baixo. Quando esfriar, colocar por cima da torta e deixar na geladeira por pelo menos 1 horas antes de servir.
A goiabada pode ser substituida por outras coisas, morango ou chocolate, por exemplo.

image2

Considerei umas 20 porções para essa receita.
Com base no cálculo feito pelo My Fitness Pal, depois que lancei todos os ingredientes, a tabela nutricional de cada porção ficou assim:
Calorias: 288
Gorduras (g): 12,8
Gorduras Saturadas (g): 7,7
Gorduras Monoinsaturados (g): 0,6
Colesterol (mg): 16,6
Sódio (mg): 164,7
Carboidratos (g): 37,5
Fibra (g): 1
Açúcares (g): 14,5
Proteínas (g): 3,6
Vitamia A (%): 3
Vitamina C (%): 15,5
Cálcio (%): 7,8

Mais uma receitinha! Essa eu fiz de sobremesa (1) para o jantar do dia dos namorados. Bem fácil de fazer e bem gostosinha também! Essa veio daqui.

image3Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1/2 lata (utilizar a lata do creme de leite como
medida) de açúcar (coloquei um pouco menos)
1 lata de creme de leite sem o soro
1 Queijo minas frescal branco (500g) (imagino que com cream cheese também deva ficar bom, o próximo farei a substituição)
1 sachê de gelatina sem sabor
1 vidro de goiabada mole (derreti com um pouco de água a boa e velha goiabada mesmo)

Modo de Preparo:

Em um liquidificador bater o queijo, açúcar, creme de leite, leite condensado. Colocar a gelatina em 1 xícara de café de água para hidratar. Colocar no
microondas por 20 segundos ou até ficar transparente, sem ferver. Misturar ao creme, colocar em forma ou em taças. Gelar por 2 horas. Desenformar e guarnecer com a goiabada (como podem ver na foto, coloquei a mousse em potinhos individuais para servir ali mesmo, não desenformei, só coloquei a goiabada por cima mesmo).

Bolo de Banana

A receita de hoje é uma que rola com o pessoal do trabalho como forma de aproveitar aquelas bananas que ficaram super maduras. Ao invés de jogar fora, faça essa receita que, com um cafezinho preto ou com leite, fica uma delícia!!! Originalmente é daqui, mas rola umas adaptações (pra variar)

imageIngredientes:

3 bananas nanicas (usei da prata também e deu certo)
3 ovos
3 xícaras de chá de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de óleo
1/2 colheres de sopa de fermento em pó
3 xícaras de chá de açúcar (para mim é muito, uso apenas 1 xícara)

Além disso, coloco canela em pó e noz moscada, ambas a gosto.

Modo de Preparo:

Em um liquidificador coloque os ovos, a banana, o óleo e o açúcar e bata bem.
Coloque a mistura em um recipiente e incorpore a farinha, por último o fermento em pó (a canela e a noz moscada se quiserem).
Assar por 30 minutos em forma redonda untada com manteiga (untei com farinha de trigo também) a 220ºC .

Essa receita não terá fotinha porque ficaram bem parecido com os outros que fiz (lembrem-se, beleza não é meu forte ¬¬).

Dessa vez peguei a receita do Tudo Gostoso. Vocês podem dizer: “me poupe, Carla, republicando receita de outros sites…”, bom, já tive experiência de seguir receitas publicadas em livros/sites que não ficaram legais, só coloco aqui o que testei e aprovei, fazendo as minhas ressalvas nas receitas originais.

Ingredientes
Massa:

1 xícara de chocolate (melhor usar o chocolate em pó (Dois Frades etc) que achocolatado (Nescau etc))
1 xícara de leite (usei Molico dissolvido)
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha
3/4 xícara de óleo
1 colher de sopa de fermento
1 colher de chá de essência de baunilha (opcional) (usei)
2 ovos

Cobertura:

1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa grandes de chocolate
1 colher de chá cheia de manteiga
Granulados coloridos ou de chocolate, metálicos, M&M e etc (opcional)

Modo de Preparo
Massa:

Em um recipiente coloque o chocolate, a farinha, o açúcar.
Depois acrescente aos poucos o leite (sempre misturando), o óleo, os ovos, a essência de baunilha (relembrando que é opcional) e o fermento.
A massa tem que ser um pouco mais grossa, pois, essa se faz sem a forma de alumínio, só a de papel (na verdade eu coloco na forma de papel apoiada na forma metálica própria para cupcake muffin. Não sei se foi isso que a pessoa quis dizer, mas achei melhor explicitar).
Despeje na forma de papel com uma concha pequena, entre 1,5 a 2 cm da forma, pois, o bolo irá crescer (usei um pegador de sorvete, mas pode ser uma concha de farinheira também. Quando coloquei a quantidade certinha, ficou ótimo, nos que caiu um pouco a mais, transbordou :/)
Coloque em uma forma, deixe-os distantes por 2 cm (como coloquei nessa formas metálicas próprias para cupcake muffin, não teve problema)
Logo após coloque-os no forno pré-aquecido em 130°C (no meu forno, isso significou fogo baixo. Devo dizer que tive um problema ao assar, a assadeira que ficou na parte de baixo mais próxima ao fogo ficou ótima, a que ficou na parte de cima, formou uma crosta na parte superior e ele afundou um pouquinho, ficou bom também, mas diferentes e mais crocantes, por assim dizer).

Cobertura:

Na panela junte a lata de leite condensado, a manteiga e o chocolate.
Em fogo médio, misture sem parar até desgrudar do fundo, depois aumente o fogo até engrossar mais, porém cuidado para não queimar.
Quando chegar ao ponto de brigadeiro coloque 1 colher de sopa de leite para amolecer um pouco. (não coloquei esse leite não, fiz como brigadeiro normal, ao final explico melhor…)

Decoração:

Depois de 30 a 40 minutos no forno (tudo depende de cada fogão), retire-os e passe a cobertura de brigadeiro nos bolinhos, decore com o que desejar e sirva.

Não fiz exatamente com cobertura de chocolate. Na verdade usei o brigadeiro como recheio. Fiz um buraco no meio dos cupcakes muffins, coloquei cereja (na verdade nesse caso apenas metade porque não havia suficiente) e completei com brigadeiro. Por fim, coloquei chantily (bati uma caixinha, tipo essa aqui que é bem simples de fazer e super gostosa) e enfeitei ou com cereja ou com bolinhas de chocolate (que era o que tinha).

Aproveitando o post, devo dizer que comprei umas coisinhas da China que, certamente, ajudarão no visual dos próximos bolinhos. Mais uma dica pra quem quiser: furadores para os buracos do recheio (vergonha de dizer como faço os meus… ok, vou dizer, uso aquele acessório de fazer bolinhas em frutas, ou seja, na verdade faço uma cratera :( ) e uma seringa para fazer a cobertura (achei o máximo :D porque o saco de confeiteiro e eu não possuímos uma boa relação).

 

Update:
Segundo esse blog aqui, isso seria um Muffin de Pizza e não um Cupcake, fez sentido pra mim :) Por isso a mudança do título e as correções na receita.

Muffin de Pizza

Oie, gente!
Fazia tempo que não atualizava nada aqui, mas hoje decidi colocar os resultados do finde na cozinha.
Antes de mais nada, devo dizer que, infelizmente, não tempo o dom da finalização. Reconheço que as coisas que faço ficam mais gostosas (quando ficam rs) que bonitas :( Lamentável já que comer, além do paladar, envolve olfato e visão, mas paciência, não deixo de fazer as coisas por isso e, se for o caso de quem chegou até aqui por conta de receitinhas, não deixe também :D Quem já tem mais prática na cozinha e gosta de fazer e ver pratos bonitos, recomendo o de Tati do Panelaterapia ;)
Bom, essa receita, a primeira que fiz, tirei do Portal Ibahia e, como não poderia deixar de ser, fiz algumas adaptações, colocarei meus parênteses quando for o caso.

Antes de mais nada, devo dizer que, se fosse hoje, tendo em vista “meu público” teria dobrado a receita, não deu para quem quis. Rendeu apenas uma assadeira (12 unidades) de cupcake muffin, sendo que senti que faltou massa para fazer a complementação que a receita menciona, resultado: uns maiores, outros menores :/

image

Ingredientes para a massa:
1 1/2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de sal
2 colheres de chá de fermento em pó
1/3 xícara de óleo vegetal
1 ovo
1/3 xícara de leite + 2 colheres de sopa de leite (caso precise) (não precisei, mas também não sei ao certo se a medida ficou precisa porque meu medidor não tinha 1/3 de xícara, coloquei algo, ao meu ver, aproximado) (e sim, achei que tinha leite, não tinha, acabei usando Molico e deu super certo, só dissolver e pronto)
1 xícara de mini calabresas (aquelas calabresas fininhas, josefina, enroladinha, tem várias opções no mercado) (devo dizer que hoje teria tentato diferente ou picado a calabresa, mesmo sendo pequenininha ou colocado as rodelinhas depois de acomodada a primeira porção da massa, achei que ficou ruim para definir uma porçãozinha com as rodelas no meio, pode ser frescura minha também, fica só a título de observação mesmo)
1 xícara de mussarela ralada (usei as fatias que comprei mesmo, piquei miudinho)

Para o recheio:
75g de cream cheese (colocaria a porção de 150g logo toda, tenho tendência a exagero, tive de sair catando recheio dos primeiro para os que ficaram pro final)
1 1/2 colheres de sopa de molho de tomate
1 colher de chá de açúcar (hoje não colocaria ou reduziria o açúcar, pra mim ficou muito doce, já que na massa tinha açúcar também)
Opcional: sal e temperos em pó (tomilho, alho, salsinha, alecrim, etc)  (não usei nada disso, só coloquei por cima de tudo um pouco de orégano para dar a “cara” de pizza)

Ingredientes para a cobertura:
1 xícara de mussarela ralada
1 xícara de mini calabresas

Modo de Preparo:
Ligue seu forno em 200˚C. Unte sua forma de cupcakes muffins com manteiga e farinha. No caso desse cupcake muffin, usar as forminhas de papel pode fazer menos sujeira, mas te faz perder quase metade do bolinho quando for tirar do papel. O melhor é assar sem a forminha e, depois de pronto, colocá-lo nelas para servir aos convidados (foi assim que fiz e devo dizer que ficou ótimo colocando nas forminhas depois). Em uma tigela, misture a farinha, o açúcar, o sal e o fermento. Em outra tigela, misture o ovo batido, óleo e o leite. Misture os ingredientes molhados aos ingredientes secos. A massa deve ficar grudenta (não fica massinha de pão ou biscoito que desgruda da tigela, fica grudando em tudo mesmo, meio molhada ainda), então, se não ficar, acrescente as 2 colheres de sopa de leite a mais. Acrescente a mussarela e as mini calabresas.

Para o recheio, é só bater todos os ingredientes com um batedor de ovos. Coloque cerca de 1 colher de sopa da massa em cada cup muffin da forma de metal. Com o dedo, abra um pequeno buraco e despeje um pouco do recheio, uma colher de chá é suficiente (devo ter colocado mais, avisei!). Feche com mais um pouco de massa. Repita em todos os cups muffins. Asse por aproximadamente 18 minutos, ou até que um palito inserido no centro de cada um saia limpo. Retire do forno. Passe um pouco do recheio em cima e salpique queijo sobre cada um. Coloque 3 ou 4 mini calabresas em cima e leve ao forno novamente, na grade de cima, por mais 3 minutos ou até que o queijo derreta. (Eu não fiz esse último procedimento não, na verdade, depois que coloquei a segunda parte da massa, até onde deu, cobri com o queijo, as rodelas de calabresa e salpiquei orégano que podia ter colocado mais, inclusive. Quando tirei já estava tudo pronto. Talvez fiquei mais “arrumadinho” se fizer como na receita original, sou uma rebelde prática, dá nisso :P).

Sucesso essa receita, gostei muito! Fresquinhos são bem melhores, claro! Mas nada impede de comê-los frios ou dando aquela famosa esquentadinha.

Update:
Segundo esse blog aqui, isso seria um Muffin de Pizza e não um Cupcake, fez sentido pra mim :) Por isso a mudança do título e as correções na receita.

mentirinhas_539

hE2B76F05

…alguém insiste em andar bem atrás de mim.a6wm94e_460sa

1648_remake

2013-01-06-ab6c0c6
Except Hawaii and Florida.

hB98D1AF0

…era criança e minha mãe me buscava da casa de um(a) amigo(a).aQqP21r_460sa

Esquimales copy

1121 – Grandes decisões

h6DC6E3A6

…jogo verde pra descobrir algum segredo bebo e acabo descobrindo algo muito maior.
awr0mGR_460sa

CORACAO-EH-SEU-WTF-tirinha-de-Max-MOtta

h3BFA7918

…tô com preguiça e preciso de uma desculpa pra ficar em casa.
tumblr_modd5jMyZg1s20b68o2_250 tumblr_modd5jMyZg1s20b68o1_250

CONFISSAO-WTF-tirinha-de-Max-Motta

hAEBDA35A

…vou pro bar com amigos depois de um dia horrível no trabalho.
tumblr_inline_mo7km8LA2q1qz4rgp

chickenexam

porta-de-vidro

h66760F59

…aquela tia dá um beijo muito melado.tumblr_mocj5pEMdh1qdlh1io1_400

1646

h40C4839C

…aparece gente na minha casa domingo de manhã.
tumblr_mfdbk5ixSl1rynk4uo2_500

O-AMOR-NUMA-ILHA-DESERTA

John Lennon

22132214

h89111DF7

…percebo que não fiz quase nada no trabalho mesmo tendo ficado na frente do computador o dia inteiro.
tumblr_inline_mo54jxmk801qz4rgp

Nuvem de tags

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 507 outros seguidores